• Antônio Brocker Junqueira

POSSO SER INFLUENCIADOR(A)?





Atualmente, acompanhamos um movimento quase que natural, de pessoas buscando ser influenciadoras. Mas afinal, deveremos querer ser ou já somos?


Nós, do #TimeWoody, estamos de olho neste mundo digital há muito anos. Acompanhamos o surgimento, ascensão e a continuidade ou descontinuidade de várias pessoas que buscaram utilizar das mídias sociais para influenciar. E o que podemos dizer disso tudo?


Cada vez mais percebemos a importância de fazermos o caminho contrário. Precisamos ser, em primeiro lugar, influenciadores em nossas vidas - para nossa família, nossos amigos e/ou nossos conhecidos, seja do bairro, cidade ou Estado. A partir disso, podemos intensificar e expandir esta nossa natural influência através do Instagram, Facebook ou qualquer outra mídia.


Pensando desta forma e seguindo este caminho, seremos mais coerentes com aquilo que somos e alcançaremos a tão desejada autenticidade, que nos torna únicos e verdadeiros em nossas exposições. Ninguém quer ver um personagem na frente das câmeras e que passe um mundo irreal. Precisamos ser nós mesmos - a nossa personalidade não deve mudar em nada, só é exposta para mais pessoas.


A Juliette (@juliette), no último domingo, recebeu o prêmio de Personalidade Digital no Prêmio Melhores do Ano (Domingão com Huck, Globo). Em seu discurso de agradecimento, ela fez questão de reiterar o quanto ela sempre foi e agiu desta forma, não se moldou para a fama:


"Não são os seguidores que fazem minha personalidade, não é fama, não é um reality de TV. Essa personalidade, que hoje é tida como digital, foi construída pela dona Maria de Fátima, que com muita luta criou os seis filhos com um salário mínimo. Foi construída em tanta coisa... Em trabalho, em princípios."


Portanto, qualquer um de nós pode ser influenciador digital. Só precisamos entender que a influência precede o digital. E em nosso segmento, esta realidade não é diferente. Tenha certeza, independente do conteúdo da influenciadora que você segue, ela certamente já era uma especialista, uma humorista ou uma forte personalidade fora da internet - para sua família, amigos ou conhecidos.


De uma vez por todas, entenda que as mídias sociais potencializa aquilo que já somos e não nos torna (pelo menos, não deveria) pessoas diferentes. Abaixo relacionamos algumas personalidades, do mundo equestre, que admiramos pela autenticidade e por seus conteúdos de valor:


@mariapaulamaia_

@petitherweg

@rafaelasl

@thaaisaribeiro

@haileykinsel

@ricardowrege



#Comportamento

Posts Relacionados

Ver tudo